Bela chupada que eu recebi no meio da rua

Recebi uma bela chupada no meio da rua, na verdade, no meio dos matos, saiba mais neste conto que eu preparei para vocês.

Passei o final de semana com minha mulher no sítio dos pais delas e lá a gente não podia foder pois o quarto que a gente ficou era do lado do quarto dos pais dela e ela tinha vergonha deles escutarem a gente fodendo.

A gente foi na sexta, no domingo eu não aguentava mais, minha vontade de foder estava grande e eu precisava botar porra para fora. Contei para minha esposa e ela disse que a gente daria um jeito, só não falou como.

Bela chupada

Era final da tarde, minha esposa saiu me puxando pelo braço e nós fomos andando por um caminho no meio dos matos até ficar um pouco longe do sítio dos pais dela, então ela me puxou para o meio dos matos e falou que ia me fazer gozar.

Minha esposa se ajoelhou, tirou meu pau que ainda estava mole para fora do short e começou a masturbar ele olhando para mim, olhei para baixo falei: “Que safadinha, vai me mamar né safada, te amo”.

Foi uma bela chupada, meu pau não estava totalmente duro ainda quando ela começou a passar a língua nele, do ovo até a cabecinha e na cabecinha ela ainda ficou passando a língua no buraquinho, o lugar onde eu mais gosto.

Depois ela ficou chupando e masturbando ao mesmo tempo, começou devagar e foi acelerando aos poucos para me fazer gozar logo, mas de vez em quando eu mandava ela parar de chupar ficar lambendo e ela assim fazia.

Para terminar a bela chupada e a gente voltar para o sítio antes do anoitecer ela fez garganta profunda e ai meus amigos eu não aguentei, gozei lá dentro da garganta dela e ela engoliu tudo. Te amo amor.

Bela chupada
Bela chupada