Boquete no carro em meu marido dotado

Fiz um boquete no carro em meu marido pauzudo com o carro parado no trânsito em plena ponte Rio-Niterói, foi muito gostoso e inesquecível.

Eu e o meu namorado, Antônio, tínhamos nossas atividades sexuais bastante frequentes, e não seria qualquer empecilho que iria atrapalhar nossas fodas.

Estávamos na ponte Rio-Niterói, na hora do rush, e tínhamos que ir no supermercado abastecer nossa casa, afinal a casa estava “pelada”.

Aquele congestionamento intenso, tivemos que esperar, e olhar para cara do outro toda hora, com um pequeno detalhe: ele estava sem cueca, apenas falei:

– Você é doido, com este pau grande ai sem cueca!

Boquete no carro

Foi o ponto G, para que não pudesse resistir aquele pau gostoso, chupei com muita vontade, bom que tirávamos também do atraso, já que ambos tinham profissões muito “cansativas” e estávamos sem foder por alguns dias.

Ao longo dos 5 minutos, Antônio só virou os olhos, e gozou na minha boca.

– Que delícia de namorada que eu tenho, porra, que gostosa! Ele disse.

Era a chave principal dele mamar em meus peitos, aqueles melões lindos e empinadinhos, pronto pra ele chupar, sabia que ele amava aquilo, por isso mesmo fazia questão de repetir a mesma frase a cada transa nossa.

“Nossa, você tá fraco hoje hein!”

Antônio lambia minha xoxota, até dizer que chega, era um tipo de vício que ele possuía, mas, gostoso pra caralho! Eu me beneficiava sempre e o coitado sempre caía, achando que não tinha mais capacidade de me satisfazer mais, eu apenas ia ao delírio.

O boquete no carro terminou com minha boca cheia de porra e comigo satisfeita depois de ter chegado ao orgasmo.

Depois do delírio, quem estava atrás apenas nos buzinou, eu como estava toda nua, fiquei imóvel, e assim fomos ao estacionamento “abastecer nossa casa”, mas que delícia de foda na ponte Rio-Niterói!

Boquete no carro
Boquete no carro