Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos porno » Contos de putaria » Comi a amiga da minha mãe

Comi a amiga da minha mãe

Publicado em 30 de janeiro de 2022 por Cafetão

Me chamo “diogo” atualmente tenho 23anos, sou um cara normal nada de muito chamativo, tenho 176 de altura, olhos castanhos escuros, cabelos castanhos, um corpo normal com uns pneuzinhos kkk, oque vou contar aqui foi algo que realmente aconteceu.

Minha mãe sempre foi uma mulher muito vaidosa, sempre maqueada, de unhas feitas, perfumada… ela tem uma amiga que sempre vinha em sua casa fazer suas unhas e eu sempre ficava admirando essa sua amiga Tania.
Tania uma mulher morena cabelos compridos parece muito uma Índia, peitos pequenos, cintura fina e um rabo que é delicioso, suas coxas são grossas, seus lábios carnudos um espetáculo de mulher.
Na época que conheci Tania eu estava no primeiro ano de faculdade com meus 18 anos, sempre que estava saindo pra ir pra facul era o horário q ela havia terminado as unhas de minha mãe, quando o marido dela não ia buscar ela em casa eu dava carona pra ela até o terminal de ônibus da cidade, eu ia admirando aquela coroa imaginando tudo que poderia fazer com ela.
O tempo se passou e no ano seguinte me casei com meus 19 anos, fiquei um bom tempo sem ver Tânia. Fiquei 3 anos casado mas em uma certa faze do meu casamento que já estava uma bosta eu criei um perfil fake no Facebook comecei conversar com várias mulheres até então só papo furado só resenha.

Adicionei Tânia e comecei conversar, nós falamos alguns dias até que ela confessou estar chateada um dia, no início não queria dizer oque era mas até que cedeu e disse q seu casamento estava sendo só uma fachada e que era humilhada dentro de casa.
Comecei falar que já conhecia ela pessoalmente e falei meu nome ela se espantou ao saber, mas disse pra ela que sempre achei ela uma mulher linda sempre desejei ela mas nunca tive coragem de falar, ela relutou no início mas continuamos conversando todos os dias ela me dizia as coisas q estavam cansando ela no casamento, eu também dizia as coisas do meu, até que um dia marcamos de nos encontrar.

Busquei ela de carro no centro da cidade e estacionamos em uma rua de pouco movimento, conversamos um tempo sobre coisas aleatórias até que comecei investir dizendo q ela tinha q se valorizar que ela é uma mulher bonita… tudo que uma mulher quer escutar.
Até que rolou um beijo, ela estava de vestido, o clima começou ficar quente as mãos passando pelas pernas dela até q cheguei em sua buceta que já estava toda molhada, assim que meus dedos tocaram ela ela fechou os olhos e suspirou profundamente.
Falei pra ela que não poderia deixar ela ir embora sem que eu pudesse provar do gosto dela, então levei ela pro motel.

Ao chegarmos subimos pro quarto e o fogo pegou de vez, muitos beijos quentes eu segurava ela pelo cabelo e cada vez que eu puxava ela gemia igual uma cadela.
Tirei o vestido dela ela estava com uma calcinha branca que de tão molhada já dava pra ver a buceta todinha, tirei seu sutiã e comecei beijar ela loucamente, fui descendo minha boca em seu corpo ela estava toda arrepiada tirei sua calcinha e comecei a chupar ela toda, ela gritava de tesão, gemia, segurava minha cabeça e rebolava na minha cara até ela gozar e deixar minha barba, boca, rostos todo melado de seu mel, tirei ela da cama coloquei de joelhos na minha frente e falei pra ela me chupar, ela me engolia com vontade, passava a língua no meu pau todo, chupava meu saco,colocava as duas bolas na boca, safada pra caralho.

Joguei ela na cama de novo na hora que fui entrar nela ela me questionou da camisinha, então coloquei a camisinha e entrei nela bem devagar só pra sentir meu pau sendo enterrado naquela buceta deliciosa, comecei a meter mais rápido puxando ela pela cintura com força ela gritava pra caralho pedindo mais, até que ela gozou, começou a tremer toda e eu continuei metendo mais rápido e mais forte até que ela começou a esguichar pela cama toda, me senti um cara foda naquele momento.
Ela olhou pra mim e disse q agora era minha vez coloquei ela de quatro e comecei bombar nela de novo ficamos um tempo ali fodendo gostoso até q ela pediu pra sentar, eu deitei e ela veio cavalgando em mim com aquele rabo enorme virado pro meu rosto, até que ela levantou olhou pra trás e disse já sei pq vc não gozou pra mim ainda, com um sorriso safado ela olhou pra mim e tirou minha camisinha, começou a passar a cabeça do meu pau na entrada dela toda molhada e sentou de vez, confesso q fiquei louco, ela rebolava pra caralho até q eu disse q ia gozar ela saiu de cima de mim e começou a chupar de novo, eu gozei no rosto,boca, por tudo.

Tomamos um banho bem gostoso juntos e levei ela embora.
Depois disso ainda transamos quando temos oportunidade.

3 1 vote
Avalie esse conto:
236 views

Contos Porno relacionados

Comentários

guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
© 2022 - Contos porno
0
Clique aqui para comentar esse conto!x