Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos porno » Contos de putaria » Dei gostoso para um morador de rua dentro da casa velha abandonada

Dei gostoso para um morador de rua dentro da casa velha abandonada

Publicado em 17 de outubro de 2022 por Edilene Soares.

Geralmente eu passo por uma rua com menos trânsitos quando volto do trabalho não necessariamente sou obrigada a passar por ali mas é uma tranquila e eu gosto de fugir do trânsito do centro sobretudo no horário de pico , naquela rua tem uma casa velha abandonada onde dormi um morador de rua , quando o vejo por alí eu páro o meu carro e dou ele uns trocadinhos , outro dia eu fui além eu chupei gostoso o pauzão dele mamei até ele gozar na minha boca , entretanto eu prometi pra ele que dá próxima vez eu iria dar para ele a buceta e o cuzinho . Fiquei uns vinte dias ou mais sem vê_lo por alí coisa normal dessas pessoas em situações de ruas a maioria não tem moradia fixa vou dizer a verdade senti falta dele e quando lembrava daquele dia eu chupando o cacete dele eu batia uma siririca , até que na sexta-feira eu vinha mais uma vez passando por aquela rua quando eu o vi , parei meu carro abaixei o vidro e falei pra ele que bom te ver novamente por aqui pensei que nunca mais iria te ver , eu percebi como ele ficou contente quando me viu e falou ” moça eu não sei consigo te esquecer desde aquele dia que você chupou gostoso meu pau e prometeu que da vez vai me dar a buceta e o cuzinho”! Nossa ele não esqueceu mesmo de mim , mas eu também não consegui esquecer o pauzão daquele velho negro morador de rua.

Desci do meu carro e fui com aquele homem negro para dentro daquela casa velha abandonada onde ele dormi, quando chegamos lá o velho me agarrou ele estava louco para mamar nos meus peitões ,o velho chama meus peitões enormes de dois melões por causa do tamanho deles, coloquei eles para fora da blusa e do sutiã o velho pegou , apalpou meus peitões e mamou o quanto ele quis deixei ele a vontade , mas logo em seguida desabotoei a bermuda dele e segurei no pau do homem que estava super durão , começei a punhetá_lo entretanto caí de boca chupando aquele pistolão enorme, que delícia eu mamando no pau do morador de rua.

Mas ele estava nunhuma vontade danada para meter em mim e eu louca para dar a buceta e cuzinho para aquele senhor negro dentro daquela casa velha , nisso então tirei minha saia ficando eu só de calcinha vermelha com rendas ele ficou encantado me abraçou,me beijou , deitei num colchão o velho puxou minha calcinha tirando ela , ele parecia não acreditar no que estava diante dele uma loirona rabuda dos peitões enormes nua com uma bucetona cabeluda para ele comer , simplesmente abri toda pra ele , arreganhei todinha para ele me comer . O morador de rua enterrou sem dó o pauzão em minha buceta molhadinha nossa que delícia , o homem metia em mim com tanta força parecendo um animal quando pega a fêmea , ele me chamava de loirona putona safada , loirona cheirosa gostosa ,  ele socou fundo senti , eu rebolava  sem parar no pau dele , o velho tarado me comia chupando meus peitões ,eu mexia,rebolava , gemia , sussurrava incontroladamente debaixo dele , o homem negro estava metendo em mim com extrema força até com um pouco de violência , ele estava indo fundo com as socadas , tudo indicava que ele não metia e não pegava uma mulher fazia tempos  eu estava adorando aquela agressividade por parte dele .

O velho falava várias coisas ao mesmo tempo enquanto me comia dentro daquela casa velha abandonada , minha excitação foi ao extremo , minha respiração ofegante, comecei a contorcer meu corpo com gemidos alterados  mais altos e senti meu orgasmo vindo com um gozo super delicioso , fiz com que minha buceta apertasse contraindo várias vezes no pau dele é um truque que eu sempre faço  quando estou gozando os homens adoram isso.

Quando o velho percebeu que eu estava gozando ele foi dizendo “moça tá gozando né loirona cheirosa putona fogosa , gostosa , vadia , loirona do rabão pode gozar no meu pauzão de 22cm “! Com certeza era o que ele queria que eu gozasse primeiro que ele , no entanto ele continuou me comendo porém segurando o gozo porque ele queria ficar bastante tempo me comendo o que estava sendo bom demais.

Depois dele ficar muito tempo por cima de mim chegou um momento que ele não conseguiu segurar mais a vontade de gozar isto porque eu mexia e rebolava incessantemente no pauzão dele até que o velho gozou despejando um jato de porras na minha buceta , nossa que sensação extremamente deliciosa permaneci rebolando e mexendo fazendo ele gozar pela segunda vez fazendo eu sentir outro jato de porras bem lá dentro da minha buceta melecando ela inteiramente de porras , mas o velho continuou me comendo ele não queria parar de meter em mim dizendo que minha buceta é muito gostosa.

Só que eu ofereci pra ele meu rabo ele aceitou óbvio,  ele saíu de cima de mim , apoiei minhas mãos sobre o chão ficando com meu rabão delicioso totalmente empinado o homem veio por trás de mim e falou”moça você realmente  tem uma bunda grandona enorme hein, que bundão, loirona você é muita coisa pra mim ,eu nunca vi uma bunda com esse tamanho tão de perto”! Em seguida ele esfregou o pau na minha bundona ,deu uns tapas nela , beijou ela ,me chamando de loirona putona bunduda e enfiou o pistolão no meu cuzinho rebolei para o pauzão entrar ,gemi doeu um pouco naturalmente , percebi que o pau do morador de rua havia enfiado todo no meu rabo, continuei rebolando eu sou mesma uma putona safada gulosa por um pauzão ele socou não parei de rebolar fazendo ele gozar gostoso no meu cuzinho deixando meu cuzinho todo melado a ponto de escorrer porra pela minha bundona , nossa que sensação abundantemente gostosa que eu senti no momento que ele gozou melando meu rabo senti muito prazer.

Foi desse jeito que aquele velho negro me comeu dentro daquela casa velha abandonada, confesso que adorei e pretendo dar para ele mais vezes, contudo antes de sair dali chupei gostoso mais um pouco o pauzão dele, não nego eu adoro chupar um cacete ainda mais quando é negro e grande como o daquele morador de rua . O velho chupou mais um pouco meus peitões enormes que ele chama de melões.

Daí eu fui para o meu carro e retornei aqui para minha casa.

Meus amores beijos 💋.

Edilene!!??

5 2 votes
Avalie esse conto:
369 views

Contos Porno relacionados

Comentários

guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
© 2022 - Contos porno
0
Clique aqui para comentar esse conto!x