Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos porno » Contos eróticos gay » Do virtual! Pra real

Do virtual! Pra real

Publicado em 1 de janeiro de 2023 por Guri do interior

Olá sou a todos! Sou gaúcho branquinho (bi) não afeminado no dia dia posso ser ativo ou passivo dependendo da situação! Mas se o cara for um belo negão gostoso pauzudo e safado não me aguento e viro uma putinha safada submissa. Comecei a conversar com um negão de 46 anos no chat do xvideos seu pauzão preto gostoso era enorme o que chamou minha atenção e meu interesse em conversar e nos conhecer pessoalmente. Ele morava em uma cidade vizinha uns 60km de distância. Depois de várias mensagens pelo chat resolvemos trocar contato e conversar no WhatsApp e  a partir daí tudo começou a ficar mais fácil real seguro e confiável para nos conhecer pessoalmente.

Então esse dia chegou combinamos que seria em outra cidade próxima a nossa em um motel durante o dia e despesas meio a meio e marcamos um local e um horário para o encontro com espera de uma hora. Cheguei no local uns 20 minutos do combinado ele não estava mas como combinado fiquei esperando. Se passou a primeira hora e nada lhe enviei uma msg e nada de resposta! Eu já estava querendo desistir quando meu WhatsApp tocou e era ele dizendo que em 10 minutos estava chegando. Meu coração disparou minha adrenalina subiu quando vi que iria acontecer de verdade o que era apenas um pensamento. Então ele chegou e um tesão e desejo tomou conta de mim! Ele era um negão um pouco gordinho porém bonito como eu já tinha visto por fotos trocadas pelo WhatsApp.

Fomos pro motel chegando no quarto eu abri a porta deixei ele entrar primeiro e quando me virei pra fechar ele me segurou pela cintura de costas pra ele e me empurrou contra a porta e começou a beijar meu pescoço e alisar meu corpo todo meu pau endureceu na hora e o seu também pelo que senti. Não me aguentei mais e comecei a rebolar minha bunda em seu pauzão gostoso e coloquei a mão pra sentir o volume eu o alisava e apertava com força até que ele me virou e me beijou. Enquanto nós beijavam abri sua calça e tirei seu pauzão pra fora e fiquei deslumbrado com o que vi e senti era realmente um lindo pauzão preto grosso e grande uma maravilha. Sem perder tempo e louco de tesão e desejo pra chupar aquele pauzão gostoso me ajoelhei em sua frente comecei a lamber seu saco enquanto batia o pau na minha cara. Chupava seu saco e sabia com a língua até o cabeção desse jeito umas três vezes até que o coloquei na boca e comecei a mamar.

Fiquei ali ajoelhado mamando por uns 10 minutos até que ele levantou e fomos para a cama onde se sentou e mandou eu ajoelhar novamente e chupar olhando em seus olhos e me perguntando se eu gostava daquele pauzão preto na boca e é claro que eu dizia que gostava que era uma delícia e assim por diante. Até que seu gemido aumentou e ele me perguntou! Quer ganhar leitinho na boca putinha? Olhei em seus olhos e disse que sim. Então ele disse. Me pede então! Comecei a punhetiar seu pauzão passando a língua na cabeça e dizendo. Vai negão goza da leitinho pra tua putinha quero ver esse pauzão preto gostoso jorrar leite na minha cara e na minha boca pra beber tudinho. E assim aconteceu sua porra jorrou pela minha cara boca no cabelo e no meu peito. Quando terminou de gozar comecei a lamber e chupar novamente
Alguns segundos depois ele segurou meu cabelo com uma mão e com a outra mão usando os dedos recolhia a porra que estava no meu rosto colocando na minha boca mandando engolir. E eu fazia tudo que ele mandasse. O que houve depois é outra história!

5 1 vote
Avalie esse conto:
87 views

Contos Porno relacionados

Comentários

guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
© 2023 - Contos porno
0
Clique aqui para comentar esse conto!x