Gemendo na pica dura do meu namorado

Meu namorado descobriu que eu estava sem calcinha, me fodeu gostoso e eu acabei gemendo na pica dura dele que rasgou minha xoxota.

Sou conhecida como PE, tenho 21 anos, moro em Contagem e tenho um namorado que é fissurado em contos eróticos, portanto, resolvi escrever algo inédito.

Desde pequena sempre amei ficar sem calcinha, de short, de saia, de vestido ou calça, mas, ele não sabia disso, sempre imaginei que ele ficaria com raiva, bravo, mas um dia ele descobriu e eu já esperava a briga, foi quando fui surpreendida por um homem voraz e cheio de tesão.

Certo dia estava de vestido e deixei algo cair, me abaixei e fui pegar, foi quando ele notou que eu estava sem calcinha, perguntou para mim se estava sem calcinha desde um outro local que estávamos e respondi que já estava sem calcinha desde a hora que eu tinha saído da minha casa, ele então me deu um gostoso abraço, me levantou no colo, arrancou meu sutiã com os dentes e subiu meu vestido, neste momento eu sentia o seu mastro crescer perto da minha xoxota.

Gemendo na pica

Ele então chupou meus peitos muito gostoso, eu estava ardendo em fogo, me jogou na cama e abriu minha xoxota com uma mão e chupava o grelinho, com a outra mão, espertamente ele acariciava meu cuzinho, com movimentos circulares, preparando a área, deixava ele muito molhadinho, então gozei.

Com todo o fogo que ardia em mim, eu queria engolir todo o seu mastro, então fui logo caindo de boca, fiz um boquete nele com toda a vontade e sentia que ele estava quase gozando, pois, sentia toda a sua pica pulsando na minha garganta, então parei com o boquete e fiquei de quatro, bem abertinha esperando aquela pica grossa adentrar em mim, coisa que ele nem titubeou em fazer, foi logo mandando pra dentro, bem fundo o seu pau em mim, estava uma delícia aquela foda, eu começava até a piscar com o cuzinho, no momento em que eu menos esperava ele já meteu toda aquela rola grossa de 17 cm dentro do meu rabo, me comendo como uma cachorra, toda a dor que sentia era extremamente prazerosa, eu gritava ” Me come porra, rápido, não para não”, foi quando eu gozei de novo, ele também pulsava, metendo aquela piroca quente e grossa em mim, foi quando senti seu leite quentinho enchendo todo o meu rabo e fiquei gemendo na pica.

O tesão tomava conta de nós, mesmo exaustos queríamos mais, fomos tomar banho, e desde este dia eu resolvi contar para ele todas as minhas fantasias, uma que me deixou até um pouco constrangida, que na verdade é uma fantasia dele, transar a três, ele, mais um cara e eu, mas isto continua em outro conto.

Gemendo na pica
Gemendo na pica