Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos porno » Contos eróticos reais » Pescaria com o nego veio.- Parte 03

Pescaria com o nego veio.- Parte 03

Publicado em 11 de janeiro de 2023 por Guri do interior

Como relatei no final do conto parte – 02, ficaria mais três dias na fazenda. Depois de fuder com Ronaldo, tomamos um banho e me vesti pra voltar pro acampamento pois já era quase 3 da madruga. Ronaldo então me perguntou se podíamos nos encontrar a noite novamente, respondi que não era bom nós ver a noite por que alguém poderia desconfiar de algo e também meu cu estava dolorido não iria conseguir fuder novamente me recuperar um pouco. Ronaldo ficou chateado e disse que não precisávamos fuder se eu não quisesse, disse também que podíamos ficar só de arreto se chupando! Comecei a rir e falei.

Tu acha que eu vou conseguir ficar só de arreto com esse pauzão gostoso na minha frente kkkkk!? Eu Tive uma ideia Ronaldo, a noite tudo aparece lá e nós convida pra ir amanhã em uma festa ou em um cabaré. Pois conheço bem os guri eles não vão querer ir, e se irem não vão ficar muito tempo e quando eles nos convidar pra ir embora vamos dizer que ficaremos um pouco mais, depois que eles saírem damos um tempo e também vamos embora. Ronaldo concordou com a ideia e nos despedimos. A noite Ronaldo foi até lá e fez o que combinamos. E como eu disse pra ele os guri já começaram a dizer que iriam pensar.

No dia combinado Ronaldo apareceu lá pilchado pronto pra sair. Comecei a fazer caipirinha e samba, “cachaça com coca cola” pra quem não sabe bem forte pra deixar eles bêbados e não sair. Então ai pelas 10h eu e Ronaldo perguntamos quem iria junto e ninguém quis ir e se mandamos. Logo que saímos falei a Ronaldo que teríamos que ir até a cidade por de o Flávio pediu-me pra trazer cigarro, o que será bom pois já é uma prova que fomos pra lá e também passo em uma farmácia pra comprar um lubrificante. Na volta pra fazenda já na metade do caminho falei pro Ronaldo que tinha uma fantasia em chupar um estranho em uma estrada deserta.

Ronaldo disse que logo mais a frente havia um lugar bom pra parar o carro. Meu carro é modelo sedan porta malas quadrado. Ao chegar no local pedi pra Ronaldo descer e se sentar na tampa do porta malas e se deitar sobre o vidro traseiro. Então comecei a alisar seu pauzão por cima da calça sentindo endurecer! Tirei sua guaiaca e abri os botões da sua pilcha deixando os dois primeiros abotoados e tirei aquele pauzão preto maravilhoso pra fora e comecei a lamber de ponta a ponta. Quando eu chegava na cabeça fazia círculos com a língua dava uma chupadinha só até a metade da cabeça.  Ronaldo gemia alto, mandava eu por todo seu pauzão na boca me chamando de putinha. Aquilo tudo estava acontecendo com eu imaginava e fantasiava em meus pensamentos. Segurei firme seu pauzão e comecei a bater na minha cara falando igual uma verdadeira putinha. “Bem assim desse jeito”! Bate esse pauzão gostoso na cara da tua puta veio safado, não é isso que tu gosta, então vai bate esse pauzão preto na cara dessa putinha. E assim foi indo eu  chupando e falando besteiras.

Até que ele me avisou que já estava louco pra gozar. Então voltei a bater seu pauzão na cara esfregando na língua e ficava dizendo. Vai negão da leitinho prá essa tua puta vai negão enche a boca dessa puta de leite quero beber tudinho seu veio safado vai da leitinho pra essa puta beber. Então ele gritou! Aiiii vadia me dá essa boquinha que vou gozar. Abocanhei todo seu pauzão até o talo e começou a gozar segurando minha cabeça gritando! É isso que tu queria sua puta então vai toma bebe todo o leitinho do teu negão! E eu bebi mesmo acho que não deixei uma gota escapar kkkkkk. Até a próxima espero que tenha gostado.

0 0 votes
Avalie esse conto:
148 views

Contos Porno relacionados

Comentários

guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
© 2023 - Contos porno
0
Clique aqui para comentar esse conto!x