Prostituta fazendo sexo com homem rico

Prostituta fazendo sexo, eu sou prostituta e este é o conto onde eu relato como foi o melhor sexo que eu já tive com um cliente.

Minha vida sempre foi muito instável, hora boa, hora ruim,e nessas longas viagens que a vida me ofereceu tive certos aparatos inesquecíveis de serem esquecidos.

Cheguei um tempo a passar fome, e, desde então tive que me prostituir por um prato de comida, sei que era completamente humilhante, mas, era a única forma de me sustentar, embora esse lance de ser puta era da hora, mas, muito tenebroso.

Sentia-se como puta mesmo, mas, sem esse lance de ir pra um puteiro, vendia meu corpo ali mesmo na esquina e pedia pra ir na casa da pessoa, era uma puta autônoma sem ter nada, pois, sabia de todos os perigos que eu iria correr se caso entrasse nessas casas, era como se fosse um xeque-mate pra mim.

Cobrava 30 reais, e como consequência comprava um prato de comida, e, assim sucessivamente sofri meus míseros 6 meses, até dar um golpe em um milionário onde fiz um filho com ele.

– Vem cá meu docinho, olha como estou, minha xoxota está piscando pra ti, cobro barato, apenas 30 reais por cada transa, que tal?

Assim conquistava sempre os meus queridinhos, e o meu sustento realmente estava valendo a pena, mesmo na dureza, por dia conseguia 6 a 10 homens, dependendo da disponibilidade de cada um.

A partir daí comecei a gostar maciçamente do sexo, e não é que essa droga é das boas? Putz! Fiquei viciada nesse negócio de sexo, queria dar toda hora, sem saber tempo e lugar.

Prostituta fazendo sexo

Um belo dia, um cara me olhou e ficou me observando de cima em baixo, e vendo que estava mal das pernas, me convidou pra ir até a sua “humilde” casa. Quando cheguei lá, a casa na realidade era uma mansão, minha vontade de fato era roubar tudo que tinha lá, mas, dessa vez tive um bom coração, e em troca faria um belo sexo com ele.

Ele tinha uma pegada incrível, incrível de se esquecer, seu beijo era uma droga, ele era tudo de bom, tinha suas manias, de apertar meus seios em cada beijo, era meio selvagem e meio dócil, era um jeito que me envolvia.

Arrancou o sabor do melzinho de minha buceta, rapidinho, talvez foi o sexo mais rápido que obtive até hoje, e de tão bom que foi, que repetiu mais 4 vezes, o cara se gamou em minhas curvas, mamando aos poucos meus seios e mordendo com força o bico deles, fazendo eu urrar de dor e de prazer, estava tudo perfeito, apenas uma coisa que ele não quis meu cuzinho, pois, o trabalho dele era mais importante, deixou incríveis R$2000,00 e tinha que ficar de plantão, desde então, nunca mais o vi na minha frente, mas, nunca esqueceria o gozo mais rápido da história de todas as transas que tive em minha vida…

Prostituta fazendo sexo
Prostituta fazendo sexo