Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]
Contos porno » Contos de incesto » Quando começou as sacanagens com minha prima gostosa, malhadinha de academia

Quando começou as sacanagens com minha prima gostosa, malhadinha de academia

Publicado em 3 de janeiro de 2023 por Paulo Souza

Meu é Carlos tenho 18 anos, estou começando na faculdade, moro com meus pais e com minha prima Andréia, ela está morando conosco a dois anos pós faz faculdade aqui na minha cidade. Ela é um baita mulherão de 30 anos, com o corpo perfeito , é o que digamos ser uma “rata de academia”, porém não é das exagerada.

Eu adoro vê ela com seus “looks de academia”, eles ficam bem folhados na bunda e na buceta dela, nós somos amigos um do outro, apesar de sermos primos, a idade nos faz ter uma relação mais próxima de tia e sobrinho, ou de irmã mais velha e irmão mais novo.

Ela realmente adora malhar, mesmo indo pra academia pela manhã, a tarde ela tá treinando em casa mesmo. Alguns dias comecei a espiar ela malhando na garagem com headphones no volume máximo, fazendo aqueles agachamentos deliciosos, e então a coisa foi se desenvolvendo e quando percebi eu sempre tirava o pau pra fora batia pra ela atrás da porta, chegava a gozar na calça, até um dia ela me pegou no flagra.

No dia, na hora de gozar, acabei batendo na porta com força oque me revelou na frente dela, com o pau todo melado de porra expelida por homenagem a ela, ela então me perguntou o que tava fazendo, perguntou se eu gostei do que vi, e que era um safado, então ela me fez uma proposta, ela manteria aquilo entre a gente, caso eu… então ela abaixou a legging e a calcinha, dizendo que eu tinha dá uma chupadinha nela lá em baixo, eu então prontamente me ajoelhei e chupei aquela buceta suada, tinha até um gosto semelhante ao de molho de churrasco, chupei ela até ela gozar, e então ela me dispensou.
No dia seguinte, eu estava deitado no meu quarto quando ela veio depois de outra série de exercícios na garagem, dizendo que tava na hora do meu “serviço”, e então botou as pernas entre o meu pescoço e eu dei prazer a ela, só fica nos dois em casa a tarde então, ela nem se preocupou em fechar a porta. Foram vários dias nisso. Até que.

Certo dia, estava eu lavando o carro na garagem quando ela chegou e disse que iria treinar lá, ela então viu oque tava fazendo, voltou pra dentro de casa e retornou de biquíni, então disse pra me sentar e deixar ela fazer aquilo, então ela lavou o carro sensualmente pra mim, dançando e rebolando a música de fundo. Então, comecei a dançar com ela, tirou meu calção, e depois minha cueca, eu batia meu pau na bunda dela, enquanto ela rebolava. Até que eu pedi pra ela, pra me chupar ela, ela se apoio no capô do carro e começou a gemer, até que avançamos pro próximo nível. Chupei o cu dela e fui subindo das costas até o pescoço, e então ela botou a calcinha de lado e levou bombada de mim, sem camisinha, pós estávamos muito alucinados com aquele momento, comecei a comer ela, usando o carro como apoio, e pra completar tinha a mangueira com o qual nos refrescavamos, deitamos no chão da garagem mesmo e fizemos 69, e por fim gozamos um na cara do outro. Fomos ao banheiro da casa, tomamos banho juntos, ela tomou a pílula anticoncepcional, e terminamos a tarde no meu quarto dormindo na cama juntos, no refrescante ar-condicionado, e só acordamos às 20 horas da noite já para jantar.

0 0 votes
Avalie esse conto:
246 views

Contos Porno relacionados

Comentários

guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
© 2023 - Contos porno
0
Clique aqui para comentar esse conto!x