Transei com meu genro vagabundo

Eu transei com meu genro vagabundo e safado, estou com medo da minha filha descobrir mas foi muito gostoso e eu quero mais.

Meu genro é um vagabundo, ele e minha filha moram comigo, mas ela trabalha e ele não, ele passa o dia em casa sem fazer nada, só assistindo televisão e comendo as minhas custas.

Eu sou viúva, teve um dia que eu acordei animada, muita vontade de foder mas não conhecia nenhum homem que podia resolver o meu problema.

Estava lavando a louça quando olho para trás e vejo meu genro bebendo água com a barraca armada, aquilo me deixou com mais vontade de foder ainda, pensei comigo mesma, quer saber, eu sustento esse vagabundo ele vai ter que fazer alguma coisa, nem que seja me comer.

Fui direta ao ponto com ele.

– Marcelo, tenho uma coisa para você fazer.

– O que sogrinha? Ele perguntou.

– Me comer! Respondi.

– A senhora bebeu? Ele perguntou.

– Não, acordei com muita vontade de ser comida hoje, não tenho nenhum homem para fazer isso, então vai ser você! Vamos para o meu quarto. Respondi.

Ele disse que tava ok, só não ia me beijar, respondi que ok também.

Transei com meu genro vagabundo

Tirei a roupa e fiquei pelada na cama alisando minha buceta, ele tirou a roupa dele e já veio querendo me comer.

– Não vai nem me chupar? Me deixar molhada? Não é assim que se come uma mulher. Falei.

Ele riu e cuspiu na minha buceta, achei nojento mas aceitei, ele já foi metendo com toda, o bicho é vagabundo mas o pau dele é bem grosso, agora eu sei o que minha filha viu nele.

E foi isso, transei com meu genro, não teve muita gracinha, foi só penetração, mas foi o suficiente para matar o meu desejo que estava grande. Só espero que a mulher dele não descubra.

Transei com meu genro
Transei com meu genro